Sustentabilidade

A sustentabilidade é baseada em um tripé sócio-econômico-ambiental.

Socialmente consciente – Uma das bases da sustentabilidade passa pela consciência pessoal e coletiva. A fazenda emprega uma média de 20 famílias,   instaladas em moradias com total infraestrutura e qualidade de vida. Uma das formas de apoio à Educação e à capacitação profissional é o Centro de Convivência, onde são realizados cursos e atividades de lazer.

Ecologicamente correta – Preservação de nascentes e matas, plantio de espécies nativas e uso consciente de defensivos agrícolas são práticas adotadas. O que seria desperdício se torna redução de custos, como as fornalhas dos secadores de café que são aquecidas com a queima de cascas de macadâmia, reduzindo consumo de lenha. A água utilizada no processamento do café, rica em potássio, é reaproveitada na irrigação de outras plantações, evitando descarte e contaminação dos mananciais.

Economicamente viável – A consciência social e as ações ambientais contribuem para que os processos produtivos na fazenda sejam rentáveis, formando assim o tripé da sustentabilidade. Por sua vez, a rentabilidade fortalece a base humana e a preservação da natureza, criando um elo positivo de interdependência.